Spring St.

Tempo e espaço são questões essenciais para a fotografia. Uma imagem fotográfica registra, tradicionalmente, um determinado recorte espacial e temporal. Com este recorte se traduz a visão do fotógrafo e também se cria uma determinada visão a ser apresentada ao espectador sobre um tema, local ou acontecimento.
Spring St. parte justamente do preceito de recriar tempo e espaço por meio da união de duas imagens e na transformação delas em um único produto final. As 10 colagens da série se utilizam de fotografias produzidas em 2014 na Califórnia e de fotografias de acervos públicos dos Estados Unidos, que se espalham pela primeira metade do século XX.
As colagens de Spring St. são produzidas através da criação de linhas e perspectivas imaginárias entre suas duas fotografias base. Há, ao mesmo tempo, uma fluidez entre traços e uma quebra visual entre as imagens em preto e branco e em cor utilizadas na série. Esta união cria um espaço-tempo fantástico que transforma o centro urbano contemporâneo ao uni-lo ao registro da paisagem natural de quase cem anos atrás.

Date
2014